Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


No Limite...

Segunda-feira, 15.10.12

Devido ao estado do país, muitos portugueses procuram uma vida melhor noutros países, arranjar emprego está difícil e ainda por cima a são considerados "velhos" perante o mercado de trabalho, o que sempre foi muito estranho para mim, não consigo entender porque é que a partir dos trinta e cinco anos já nos consideram muito velhos. Enfim!!!

Normalmente é o homem o primeiro a partir para tentar arranjar emprego "lá fora", ficam a mulher e os filhos, é aqui que a vida começa de novo, uma nova visão da vida. Quem parte leva a responsabilidade, a esperança, o sacrifício de uma nova vida, sabendo que irá perder o crescimento dos filhos, as suas dúvidas, os seus sucessos, as suas quedas, deixa também uma mulher, percebe que nada está garantido a não ser que a relação tenha um nível de confiança muito elevado. Quem fica, tem a responsabilidade de aguentar as saudades de todos, o crescimentos, as dúvidas, os sucessos, as quedas, sozinha.

Nestas circunstâncias as pessoas revelam-se, renascem novas maneiras de estar, novos pensamentos, descobrimos o que vale mesmo a pena e acima de tudo descobrimos até que ponto amamos alguém, se nos faz falta e o quanto sofremos por não o/a termos a nosso lado. 

A avaliação dos relacionamentos está muito ligada a situações limite.


Supõe o seguinte: A partir de amanhã queres falar comigo e não podes, procuras-me e não me encontras, em lado algum me sentes, diz-me como te sentes?


"Somos limitados por tudo o que não sentimos."  Natalie Barney

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 00:53

Por Amor...

Terça-feira, 11.10.11

mafavisi

 

O que move o mundo é o Amor. Todos precisamos de Amor, é uma necessidade. A pergunta: " O que fazias por Amor?", a maioria de nós responderia - "Tudo"- mas no fundo nem todos o fazemos, a não ser se fôr pelo amor a um filho, pai ou irmão. Aqueles que realmente renunciavam a tudo por amor, normalmente não o fazem pelas razões certas.

 

A Tatiana, por amor, deixou de trabalhar, o amor dela, mais velho 15 anos, exigiu que ela deixasse o emprego por ciúmes, embora ele trabalhe com mulheres e a Tatiana compreenda, ele nao entendeu que ela  trabalha com homens. Continua desempregada e dependente do seu amor.

 

O Francisco teve a oportunidade de ir trabalhar para Espanha, com casa, carro e um ordenado fabuloso, namorava há 2 meses e ela pediu para ele não ir, ela não queria abandonar os pais que já eram velhotes e o Francisco, por amor cedeu, e indicou um amigo competente para ir no seu lugar. Um ano depois o amigo convidou-os para passarem uma semana em Espanha, para agradecer. Quando chegaram, o Francisco deparou-se com uma moradia com 3 quartos, um carro topo de gama e a namorada do seu amigo tinha ido viver com ele passados seis meses de ele se ter instalado. O Francisco ficou desolado, pois tudo aquilo podiam ter acontecido com ele. Vive com a namorada há 4 anos.

 

Será isto Amor? A renúncia liberta-nos e deixa-nos livres, mas durante quanto tempo?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 21:34





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


CONSULTAS DE TAROT

O Tarot é apenas uma ferramenta que nos ajuda nas diversas áreas da nossa vida. Poderá fazer uma pergunta grátis enviando o seu primeiro e ultimo nome e a data de nascimento através do mail mafavisi@sapo.pt



links

Outros Caminhos

Previsões Tarot


posts recentes


comentários recentes


Posts mais comentados