Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


De olhos bem abertos....

Domingo, 05.08.12

Sabemos quem somos quando ficamos sozinhos.

Sabemos quem somos quando deitamos a cabeça na almofada, no silêncio da noite, sem ninguém por perto.

Podemos enganar os outros, ter duas caras, mostrar que a vida nos corre bem, sorrir todos os dias, mas enfrentamo-nos ao final do dia e muitas das vezes de um forma dolorosa.

 

É-nos ensinado desde muito pequenos que devemos perdoar, dar a outra face, não responder na mesma moeda pois seremos iguais a quem nos ofendeu, mas ninguém nos ensinou a fazer o mesmo a nós mesmos, perdoarmo-nos é muito mais dificil.

Passamos uma vida inteira a aprender a lidar com os outros e ao mesmo tempo a saber quem somos na realidade, sempre devido ao sofrimento pois é no sofrimentos que crescemos, e ao fim da vida precisariamos de outra igual para por em prática esses ensinamentos.

 

Somos todos iguais, dizem, mas no fundo somos todos bem diferentes, as primeiras pessoas que nos ofendem e nos magoam são familiares, amigos, e relevamos porque amamos a familia, os amigos, mas são pessoas iguais ás outras, com todos os defeitos e virtudes, mas...relevamos, porque são familia, uma espécie diferente, é sangue, dizem.

 

Quando deitamos a cabeça na almofada somos nós, ali de olhos bem abertos, sabemos o que fizemos, bem ou mal, mas sabemos quem nos fez bem nesse dia?

 

"Somos feitos apenas daqueles que amamos e de nada mais" christian Bobin

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 22:03

Primeiro Amor....

Domingo, 15.04.12

Nunca ninguém esquece o primeiro amor.

O meu primeiro namorado, aquele que dei o meu primeiro beijo, caminhei de mãos dadas, durou 12 anos de namoro, fizemos planos para casar, conheciamos a familia um do outro, e tudo indicava que seria o tal, tinha eu 12 anos de idade quando tudo comecou. Nada correu como esperávamos, mas o mais fantástico desta história é que a maior parte das pessoas nem sabe onde anda agora o seu primeiro namorado, perde-se o rasto com o tempo, o contacto deixa de existir, até porque a vida de cada um tem contornos diferentes. Eu sei onde pára o meu, é meu tio, casou com a irmã da minha mãe. A vida é surpreendente, a minha tia tem mais 9 anos do que eu, e quando o nosso namoro acabou o meu primeiro namorado andou a tentar convencer todas as pessoas que conhecia a falar comigo para voltar a ficar comigo, coisas de miudos, e na volta das voltas ficou ali...com a minha tia, o que é certo é que eu só soube 5 anos depois que eles tinham uma relação, casaram e pelos vistos são felizes. Se foi fácil? não de todo, mas ficou tudo bem depois de uma conversa adulta.

Mesmo fazendo parte da minha familia, nunca mais convivi com estes meus tios, é normal que não se sintam confortáveis com a minha presença, e eu com a deles, é um misto de tristeza e alegia, sei onde ele está, não consigo estar na presença dele sem me recordar do passado, ele faz parte de mim quer as pessoas queiram ou não, nunca consegui falar com ele sobre nós, eu terei umas recordações e ele outras, mas a minha tia não consegue estar com os dois, é complicado. E assim se afastam as familias. 

E você, sabe onde pára o seu primeiro namorado? 

 

"O primeiro amor é um pouco de loucura e muita curiosidade." George Bernard shaw


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 14:24

O Destino

Domingo, 16.10.11

 

  

 O destino é por um lado pessoal, somos nós que fazemos o nosso destino, mas por outro lado as nossas possibilidades e os nossos limites são predestinados através da nossa familia.

 

O Alberto, hoje com 40 anos não programou o seu destino, não realizou os seus sonhos de adolescente, porque quando fez 19 anos, sendo o mais novo dos irmãos, foi-lhe destinado assumir as rédeas da empresa da familia, pois os outros estavam na universidade com o seu destino já a caminho da realização. Foi o único que não estudou, resignou-se, renunciou em prol da familia. O negócio durou alguns anos, deu-lhe estabilidade, mas teve um fim. Quando se viu desempregado, não tinha uma formação especifica, o negócio da familia era na área dos texteis e hoje em dia pouco ou nada existe nessa área, mas conseguiu arranjar um trabalho na área das vendas, que não o preenche.

 

 

Eu acredito que estamos neste lugar maravilhoso com um destino programado, existem miudos que sabem o que querem seguir desde muitos pequenos, mas muitos nem fazem ideia, com 12 ou 13 anos não temos consciência do que queremos ser, nem sabemos quem somos interiormente.  

 

O destino leva-nos muitas vezes por caminhos maravilhosos, e olhamos para trás e perguntamos: "Como fui capaz de fazer isto tudo?", mesmo com sofrimentos, mesmo com lágrimas, que só nos faz mais fortes, o que é certo é que mesmo não programado o destino de alguma forma vale sempre a pena, mais que não seja por tudo o que ganhámos pelo caminho, sim porque ganhamos sempre alguma coisa e é disso que nos devemos sempre lembrar, não do que perdemos.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 12:31

A Raiva

Segunda-feira, 10.10.11

mafavisi

 

 

  

Trabalho com pessoas, não é fácil mas gosto, sempre gostei, sou uma pessoa de pessoas. Na sua maioria, as pessoas que passam por mim são simpáticas, educadas e consegui com muitas delas criar pequenos laços de amizade. Mas outras, aquelas que já vão para a cama zangadas e acordam com a neura e quando saem de casa a primeira coisa que pensam é implicar com alguém, são pessoas com raiva contida, frustadas. Não consigo perceber como é que alguém já sai de casa, logo pela manhã tão zangado, a falta de respeito, falta de civismo, com que tratam os outros e isso está a acontecer aos nossos jovens que são os primeiros a utilizar linguagem mais vulgar, a rossar o insulto sem qualquer pudor. As pessoas vivem momentos de aflição, compadeço-me porque somos todos afectados, mas não justifica a má educação que é essencial para tudo na vida, os valores e os principios perdem-se ou ignoram-se, e nós, aqueles que têm de manter o emprego e atender o cliente com um sorriso nos lábios, aturam insultos, má disposições, raivas, faltas de educação, queixas pelo serviço, porque o cliente tem sempre razão. Lembrem-se que quando são atendidos por alguém, em qualquer balcão, instituição bancária, finanças, portagem, essa pessoa também tem problemas e por instantes olhem para a sua cara e visualizem a vossa mãe, irmã, irmão, pai, filha, neta... concerteza que não gostariam que alguém a tratasse mal,  pois não? Não seria a mesma coisa pois não? Vale a pena pensar nisto.

 

"A raiva reside apenas no peito dos tolos."
(Albert Einstein)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 08:53





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


CONSULTAS DE TAROT

O Tarot é apenas uma ferramenta que nos ajuda nas diversas áreas da nossa vida. Poderá fazer uma pergunta grátis enviando o seu primeiro e ultimo nome e a data de nascimento através do mail mafavisi@sapo.pt



links

Outros Caminhos

Previsões Tarot



comentários recentes


Posts mais comentados



subscrever feeds