Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Confiar...

Sábado, 28.04.12

Hoje somos todos pessoas muito sozinhas, solitárias, não contamos as nossas tristezas a ninguém.

Hoje é muito dificil confiar em alguém, por inúmeras razões, mas a principal, a meu ver é porque não queremos ser magoados.

Hoje as pessoas têm medo da paixão, da amizade, de olhar nos olhos, de dizer que gostam de nós.

Confiar dá trabalho, as pessoas desistem umas da outras muito facilmente.

 

Quando alguém abre o coração, e o coloca nas mãos do outro, permite que esse outro o "tome" como seu, que o trate como fosse o seu. Os corações por fora são fortes, brilham, contêm o melhor de alguém, por dentro são iguais ao teu, sim...frágil, doce, cheio de amor para dar, sem medo, sem restrições.

 

A partir de uma certa idade temos receio em confiar, de acreditar nas palavras, então vivemos apenas o que queremos, confiamos até onde queremos, por vezes é injusto para alguns, podemos perder oportunidades, perder amores duradouros, para outros, não esperam nada de ninguém mas também nada dão.

 

Tenho alguma dificuldade em confiar nas pessoas que demonstram que também não confiam em si próprios. Tenho dificuldade em acreditar em pessoas que têm medo do amor. Tenho dificuldade em confiar em pessoas que não querem amar a sério. Tenho dificuldade em confiar em pessoas que querem a vida pela metade, que têm muito que fazer, que dizem que não têm tempo.

Tenho uma imensa dificuldade em acreditar em pessoas que me põem á espera...

 

 

"Assim que você confiar em si mesmo, você saberá como viver."
(Goethe)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 19:30

Até ao Último Dia...

Terça-feira, 24.04.12

Todos queremos ir para o céu, mas ninguém quer morrer.

Uns acreditam que esta vida é uma passagem, outros validam esta vida como a única.

Quando somos jovens acreditamos que somos imortais, não temos consciência que um dia iremos morrer apenas que temos ainda tanta vida para viver.

Depois de uma certa idade percebemos que já não temos assim tanto tempo, para mim esse dia chegou quando tive a minha filha e agravou-se quando o meu filho nasceu. O tempo corre, e as décadas passam num abrir e fechar de olhos e ainda temos tanto para fazer.

Temos tudo tão garantido, o dia nasce sem esforço, respiramos sem esforço, pestanejamos sem esforço, e a vida corre, e não damos valor ás pequenas coisas, aos pequenos gestos, aos afectos, aos amores, ao cuidar de alguém, ao dizer que amamos alguém todos os dias.

Se tivessem apenas 24h para viver, como gostariam de passá-las? O que diriam as pessoas, de que forma demostrariam, a que sitios gostariam de ir?

Se hoje o dia continua a ter 24h e se o tempo corre tão depressa, teriam noção do esforço que teriam fisica e emocionalmente para  filtrar o essencial, o importante, para conseguirem transmitir tudo ás pessoas no último dia da vossa vida?

 

Porque é que não o fazemos, porque não transmitimos todos os dias o que nos vai no coração ás pessoas mais importantes da nossa vida mesmo sabendo que amanhã o dia continua a nascer, continuamos a pestanejar, a respirar, a rir....porque temos o outro dia, e o outro dia e ainda mais o outro, adiamos, esquecemo-nos que vamos morrer.

 

A palavra "Amo-te" é importante para quem cá fica. Pelo menos deixámos uma palavra, um abraço para reconfortar, para recordar.

 

A vida é tão curta, temos tão pouco tempo que todos os beijos, abraços, cheiros e palavras são poucos, quando já cá não estivermos.

 

Feliz o homem que no final da vida não tem senão o que deu aos outros.
(Armando Fuentes Aguirre)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 00:50

Força Inevitável...

Sábado, 21.04.12

Caso não saibam os homens são tão coscuvilheiros quanto as mulheres, também gostam de ouvir histórias de outras pessoas e são tão ou mais criticos que as mulheres, a única grande diferença é que as mulheres o fazem abertamente.

Se questionadas as mulheres preferem amigos homens, e os homens por sua vez preferem amigas. Os amigos das mulheres não representam uma ameaça sabendo os segredos das mulheres e quando se zangam não vão a correr contar os segredos que sabem para prejudicar a amiga. 

A parte boa é que quando temos amigos homens podemos falar de outros homens, pedir opinião, saber como agir nesta ou naquela situação, e por vezes resulta, porque partimos do principio que, sendo homem, sabem como os outros homens pensam.

Os homens não falam sobre outras mulheres aos amigos, existe um código secreto entre eles, nenhum homem tem dificuldades com o sexo oposto, são todos garanhões e sabem o que fazem, por isso precisam de uma mulher, que também não os vais criticar mas sim ajudar.

Com pena minha, as mulheres dificilmente se elogiam, dificilmente conseguem admitir que a amiga é mais bonita, mais inteligente, mais atraente ou mais simpática, mas para criticar...são as primeiras da lista.

Os homens são mais práticos, não traem a sua espécie, porque sabem que são todos iguais, protegem-se, desculpam-se, apercebem-se que existe algo nos outros homens que eles também possuem.

Somos 52% da população, as mulheres estão em maioria, podemos fazer tudo juntas, unidas, temos os mesmo problemas, sofremos das mesmas frustações, mas viramos-nos umas contra as outras num abrir e fechar de olhos.

Eu gosto de ser mulher, e na dúvida fico sempre ao lado das mulheres até provas em contrário. Somos um alvo fácil porque pomo-nos a jeito, se nos atacamos mutuamente, estamos á espera que os homens não façam o mesmo?

 

Os homens fazem as obras, mas as mulheres fazem os homens."
(Romain Rolland)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 19:17

A qualquer momento...

Sábado, 21.04.12

Ouço há muitos anos os homens casados dizerem que as mulheres são chatas, que refilam por tudo e por nada, que não os compreendem, que telefonam para saber onde estão, várias vezes ao dia, que são ciumentas, possessivas.

As mulheres são realmente um ser preocupado com tudo e com todos, acho que faz parte de nós há muitos séculos, crescemos a ser ensinadas a saber um pouco de tudo, cozinhar, ser boas donas de casa, saber estar, ser atraentes, e no fundo se pararmos um pouco para pensar, temos que ser muitas mulheres num corpo só. E fico orgulhosa, porque na maior parte das vezes conseguimos ser todas estas mulheres devido a muito esforço, suor e lágrimas.

O que os homens ainda não perceberam é que têm que se dar por muito felizes por as suas mulheres ainda se preocuparem, por isso gritam, refilam, apontam defeitos, apontam atitudes, exigem reconhecimento, viram o mundo do avesso para obterem, o melhor dos seus maridos, namorados ou companheiros.

Certo dia num jantar, o telefone de um amigo casado, que se encontrava sem a mulher num convivio entre amigos, não parava de tocar, e num desabafo disse que a mulher era uma chata porque não o largava telefonando sem cessar. Um outro homem, divorciado, rapidamente lhe respondeu: "Dá-te por feliz, porque o problema grave é quando elas deixam de ligar!"

As mulheres têm um paciência gloriosa, acreditam que o dia de amanhã irá ser melhor, tudo se irá resolver, acreditam que são super mulheres e conseguem mudar não só o homem como garantir que a familia não se desmoronará. Mas...no dia em que percebem que num barco só há um remo e só ela é que rema, vos garanto que essa mulher vira "bicho", venenoso, implacável com vontade de ver sangue, e conseguem sempre.

 

  "Quando sou boa, sou muito boa, mas quando sou má, sou melhor ainda"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 13:34

As Asas do Tempo...

Quarta-feira, 18.04.12

O tempo voa...e tão rápido.

A semana passada encontrei uma pessoa que não via há 12 anos, o tempo voa e nós nem damos por isso. São nestas alturas que temos consciência do quanto já vivemos e nem demos conta, só quando acontecem situações destas é que nos apercebemos.

Recordei uma expressão que ouvi de um senhor dos seus 60 anos, que ao passar por mim me disse: "Se tivesse a sua idade até dava pulos de contente". Acumulamos sabedoria, experiência e não podemos voltar atrás para a utilizarmos, para fazermos melhor, para vivermos novamente, passamos ou melhor tentamos passar a sabedoria, assim como os nossos pais nos tentaram passar, aos jovens, aos filhos e também como nós, eles nem querem saber, são imortais, vivem no Hoje, e é tão bom!!!

Hoje com a idade de tenho, 42 anos, sinto-me bem comigo, ainda há pouco tempo me disseram que a partir dos 40 anos a mulher fica no "ponto" e não deixa de ser verdade, mais confiante, mais segura, mas o que é certo que a partir daqui é tudo a descer, não vou para mais jovem, digo em tom de brincadeira que vou para mais "madura", mais interessante. Ninguém quer envelhecer sozinho, todos queremos alguém que nos dê a mão quando as dores a sério começarem a surgir, quando as rugas a sério se notarem, quando os filhos já tiverem a sua vida, quando a companhia fôr mais valorizada do que a beleza, quando formos ás consultas de rotina e não queremos incomodar os filhos, quando a reforma chegar e a solidão nos tornar mais velhos do que já somos.

A parte boa é que, hoje a maturidade nos faz pensar que a vida é curta, a vontade é muita, e mesmo que saibamos que voltaremos cá vezes sem conta, eu quero festejar cada sorriso, cada tristeza, cada batalha com a jovem que tenho dentro de mim, mesmo que aparentemente já não seja tão atraente, mas de uma coisa eu tenho a certeza existem muitos idosos que são muito mais jovens que muito jovens que conheço. E o segredo...é Sorrir para a vida, pois concerteza a vida nos irá sorrir.

 

"Todos desejam viver muito tempo, mas ninguém quer ser velho."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 12:24

De Dentro para Fora...

Terça-feira, 17.04.12

Todos queremos ser felizes.

Cada um de nós tem um conceito diferente sobre o que é ser feliz, uns é pelo dinheiro, outros é pelo trabalho fazendo o que mais gostam e a maioria é encontrar um amor que os compreenda e os aceite tal e qual como são.

Com o passar dos anos os conceitos sobre as questões da vida como a felicidade, mudam, amadurecemos interiormente, conhecemos o mundo e as pessoas que nos rodeiam e mudamos os sonhos.

Quando casei pensei que seria para sempre, ninguém casa para se divorciar, mas durante os anos que estive casada percebi que não crescia da mesma forma que o meu marido, tíinhamos ideias, conceitos, sonhos tão distantes que comecei a mudar. Os homens são diferentes das mulheres, aguentam a diferença nem se preocupam com o que dizemos ou pensamos, a vida dele mantinha-se inalterada. Comecei a procurar respostas para as perguntas que vinham de dentro, e quando comecamos á procura é porque o que temos já não faz sentido. Sabia o que me fazia feliz,  fui tirar um curso de terapias alternativas, comecei a escrever, comecei a conhecer novas pessoas, novos mundos e sentia-me tão bem que tentei falar com o meu marido sobre isto, mas não adiantava pois ele fazia pouco desta minha descoberta tanto interior como exterior. Acabamos por nos divorciar, pois não conseguia dividir-me, por dentro feliz e por fora a minha vida não andava para a frente.

Aprendi que a felicidade existe de dentro para fora, não a podemos encontrar noutra pessoa ou no trabalho, ela existe dentro de nós, como é óbvio existiram outros problemas no meu relacionamento que com os anos nos desgastaram e nos distanciaram, mas foi devido a isso que dentro de mim surgiu a procura, a semente, e nessa altura começou a "saltar" cá para fora.

Sou muito mais feliz, mais centrada em mim, os meus filhos beneficiaram com esta minha alegria, comecei a ser a pessoa que queria ser.

 

"Para ser feliz é preciso correr riscos, seguir certos caminhos e abandonar outros."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 12:26

RIR....

Sábado, 14.04.12

Não há nada mais divertido que um homem que nos faça rir.

Penso que a maioria das mulheres concorda, um homem que nos faça rir de qualquer coisa, conquista-nos. 

Claro que a aparência é importante até porque tanto os homens como as mulheres estão mais exigentes, infelizmente ainda somos avaliados pela aparência, todas gostamos de um homem cheiroso, bem tratado, e existem homens assim e ainda bem. Mas depois disso, vem o sentido de humor, aquele sorriso fantástico que na maior parte das vezes revela um bem estar, alegria e auto-estima.

É refrescante perceber que aquele homem se sente bem com ele mesmo, mesmo que nem saiba que é atraente. Pessoalmente, gosto de homens charmosos, porque estes nem sabem que o são, e tudo está na maneira de agir, de falar, de abrir a porta do carro, de andar, é o charme que me atraí, a maneira de falar, o cavalheirismo, sim...porque se está a perder o charme de ser cavalheiro e esta perda é culpa das mulheres, queremos tanta emancipação que os homens já têm medo de ter atitudes de gentileza e ficamos sempre a perder.

É bom sermos tratadas com fragilidade porque somos frágeis, é bom que nos defendam porque precisamos de protecção e é bom que nos tratem com carinho porque é disso que precisamos. 

Adoro que um homem me faça rir, que me conquiste pelo sorriso, pela boa disposição e sou uma mulher abençoada porque tenho amigos que me fazem rir, mesmo que eu tenha um sorriso fácil, e é muito raro que me levante mal disposta, gosto de pessoas, gosto de as fazer sorrir, e acreditem que todos os homens gostam de ver uma mulher sorrir é meio caminho andando para a conquista.

 

"Um dia sem rir é um dia desperdiçado."

Charles Chaplin


 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 22:47

Perdoar...

Sábado, 07.04.12

Perdoar é libertar-se, deixar o outro livre.

Nunca tive dificuldade em perdoar, até porque não sou rancorosa,  também cometo erros e procuro o perdão dos outros. Recentemente não só pedi perdão e não me foi concedido, como também me pedirão perdão e assim que a palavra foi prenunciada senti que não havia nada para perdoar, porque ao assumir o erro senti que a dor não era do momento, já andava há muito a pensar naquilo e só por isso a minha tristeza que há muito me assolava, porque todos precisamos do reconhecimento para seguir em frente, e eu precisava da confirmação, que não fui bem tratada, não merecia o desprezo e a falta de consideração até porque na altura fiz de tudo para que as decisões tomadas pela outra parte fossem aceites sem ressentimentos, desapareceu, já nada sentia. Quando se ama alguém e esse alguém precisa de espaço para seguir os seus sonhos, a única opção é deixar a pessoa ir...mesmo que queiramos que ela fique, mesmo que saibamos que aquele caminho não será o melhor. Aprisionar o outro impedindo-o de concretizar os seus anseios, os seus desejos, mais cedo ou mais tarde seremos confrontados com isso, foi por nós que não o fizeram e este tipo de fardo é para mim uma dor muito maior do que deixar alguém partir.

Amar alguém é isto...deixar ir...se um dia voltar...se não...outro alguém nos fará feliz e aprendemos aceitar que a nossa felicidade não depende dos outros, existem muitas maneiras de ser feliz e esta é uma delas, paz interior.

 

 O fraco jamais perdoa: o perdão é uma das características do forte.

Mahatma Gandhi

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 15:15

Medo...

Sábado, 07.04.12

O medo é o melhor amigo da coragem.

Quando sentimos medo, quando sentimos receio, normalmente é quando temos de decidir algo, e esta sensação transporta-nos para uma insegurança infantil. Embora saibamos que a nossa idade nos proporciona raciocionarmos como adultos, ponderando os riscos, as perdas e os ganhos a insegurança é sempre infantil. Precisamos de apoio, de falar com alguém e expor as dúvidas que nos assaltam como uma mar revolto onde as ondas altas e sonoras nos impedem de pensar. Precisamos que nos ouçam, no meu caso quanto mais falo mais me compreendo, mas preciso que me ouçam, preciso de alguém que me entenda, sem muitas explicações, que a informação passe sem criticas ou julgamentos.

Aprendi que, quando alguém tem um problema e o expõe sem restricções é porque confia, e não quer saber se concordamos ou não apenas que a ouçam. Levei muito tempo até perceber que quem me ouvia tinha a necessidade de expressar a sua opinião concordando ou discordando, criticando..quando essa não era a sua função. Quem fala quer apenas aliviar o fardo, partilhar o saco interior que pesa, sem acusações ou divagações morais sobre uma vida que não lhe pertence, sem ter passado pelo mesmo. Sim porque no fundo só quem já passou pela mesma dificuldade sabe avaliar a dor, a dúvida e a necessidade desse momento.

Eu regresso sempre á criança que há em mim quando sinto medo, e preciso de alguém que me traga pela mão até esta idade que não sinto que tenho, para sentir a coragem, isto porque quando era criança nunca tive um adulto que me transmitisse a confiança, a segurança que é preciso ter para seguir o caminho da vida.

 

A confiança perdida é difícil de recuperar. Ela não cresce como as unhas.

Johannes Brahms

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 14:34

Mudar...

Quinta-feira, 29.03.12

Tudo o que é diferente é alvo de critica, ou porque alguém se veste de maneira diferente, ou porque fala de assuntos diferentes, ou porque a sua maneira de pensar mudou.

Por alguma razão queremos mudar seja a nivel exterior seja interior, a procura é necessária. Nascemos e crescemos dentro das normas da sociedade, dos hábitos estabelecidos por um grupo de pessoas que acham que é desta ou daquela maneira que devemos existir. 

Acredito no destino, acredito que nascemos por uma razão maior, cada um de nós á sua maneira. Devido ás dificuldades do mundo e mais precisamente do nosso país as pessoas estão descobrir-se interiormente e a mudar pensamentos e estilos de vida. Estão á procura do seu  "eu", mas não dizem a ninguém, porque têm receio que os outros pensem que estão, no minímo, tolinhos. 

Quem acredita em algo para além de si mesmo é apelidado de tolinho, porque não se vê, não está provado, não se explica, apenas se sente. 

Quando se muda da cidade para o campo, quando se larga um emprego estável para algo instável, tudo fica espantado mas até se aceita, porque talvez exista um plano, mas ao se mudar espiritualmente, querer trabalhar a ajudar os outros, descobrir o que estamos cá a fazer, ser terapeuta, tarologo, astrologo, já não é a mesma coisa, não é aceitável, não faz parte da lista de empregos normais. 

Por estas e mais outras tantas razões as pessoas se isolam, tentam encontrar outros mundos, outras maneiras de estar onde não precisam de mudar de cara, de palavras. Dizem que as crianças são cruéis porque dizem a verdade e são inocentes, mas pelo menos ainda falam, perguntam o porquê até ficarem satisfeitas, e continuam a brincar, aceitando o outro.

 

"Todo mundo pensa em mudar o mundo, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo."
( Leon Tolstoi ) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 14:10





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


CONSULTAS DE TAROT

O Tarot é apenas uma ferramenta que nos ajuda nas diversas áreas da nossa vida. Poderá fazer uma pergunta grátis enviando o seu primeiro e ultimo nome e a data de nascimento através do mail mafavisi@sapo.pt



links

Outros Caminhos

Previsões Tarot



comentários recentes




subscrever feeds