Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Minas....

Domingo, 26.08.12

 

Será que a paixão se sente de maneira diferente consoante a idade?

Será que quando somos jovens sentimos aquela sensação avassaladora de maneira diferente?

 

Somos decerto mais contidos, pelo menos inicialmente, é como aquele ditado: "Quando a esmola é muita...."

E quando alguém aparece com tudo o que esperavamos há tanto tempo? Quando nos surpreende a cada momento, com uma palavra, uma atitude, como é que devemos reagir? O que devemos pensar?

 

Por um lado esperamos, porque aquilo pode ser "fogo de vista", podemos estar a alucinar e as imagens podem trair-nos, começamos a andar em bicos de pé como se a estrada estivesse cheia de minas, e um passo em falso...buumm!

Pelo outro, somos surpreendidos a toda a hora, hoje é uma palavra, amanhã uma mensagem, depois uma flôr.... mas existe sempre algo que não acreditamos, existe sempre um pouco de desconfiança, porque é bom, esta é a contradição, desconfiamos porque é bom!

 

Sentimos, mas não queremos sentir, porque a experiência toca uma campainha no fundo de nós a alertar-nos para termos cuidado, até porque já não temos 20 anos, já não nos atiramos de cabeça para qualquer relacionamento.

 

Acredito que paixão é paixão em qualquer idade, a atitude é que é diferente, porque já fomos magoados, porque gostar de alguém é importante, porque cuidar de alguém é importante, porque queremos que quem cuide de nós não seja adolescente nas atitudes.

 

Não estamos habituadas a ser bem tratadas e derrepente aparece um samaritano que até tem bons principios...e apanha com toda a porcaria que acumulámos sobre os homens.


Somos tão estranhas ás vezes!!!


"Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que poderia ser nosso pelo simples medo de tentar." William Shakespeare

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 15:05


3 comentários

De diariodeumsonhador a 27.08.2012 às 17:01

E quando queremos dar e não podemos?
Queremos mais e não podemos?
Queremos cuidar e nãopodemos?
Queremos sentir de novo e não podemos?
Queremos fazer loucuras e não podemos?
E teimamos em nos massacrar a pensar e será que dou outro lado também queriam tudo isto?
Se calhar ser assim é ser covarde, ou...... talvez não, se calhar é ser homem honrao, não sei, porque há alturas na vida que a nossa cabeça pareçe uma barragem quando as comportas se abrem, um grande turbilhão.
Mas quando tudo isto se passa na nossa cabeça, na nossa alma e no nosso coração, só queremos ver o outro feliz......seja com quem for.....mesmo que isso signifique uma dor estranha que não se consegue explicar.
Eu sei que pareçe estranho o que escrevi, ou mesmo parvo, mas como alguem dizia:
" alguem sabe do que estou a falar"

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


CONSULTAS DE TAROT

O Tarot é apenas uma ferramenta que nos ajuda nas diversas áreas da nossa vida. Poderá fazer uma pergunta grátis enviando o seu primeiro e ultimo nome e a data de nascimento através do mail mafavisi@sapo.pt



links

Outros Caminhos

Previsões Tarot



comentários recentes