Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



De olhos bem abertos....

Domingo, 05.08.12

Sabemos quem somos quando ficamos sozinhos.

Sabemos quem somos quando deitamos a cabeça na almofada, no silêncio da noite, sem ninguém por perto.

Podemos enganar os outros, ter duas caras, mostrar que a vida nos corre bem, sorrir todos os dias, mas enfrentamo-nos ao final do dia e muitas das vezes de um forma dolorosa.

 

É-nos ensinado desde muito pequenos que devemos perdoar, dar a outra face, não responder na mesma moeda pois seremos iguais a quem nos ofendeu, mas ninguém nos ensinou a fazer o mesmo a nós mesmos, perdoarmo-nos é muito mais dificil.

Passamos uma vida inteira a aprender a lidar com os outros e ao mesmo tempo a saber quem somos na realidade, sempre devido ao sofrimento pois é no sofrimentos que crescemos, e ao fim da vida precisariamos de outra igual para por em prática esses ensinamentos.

 

Somos todos iguais, dizem, mas no fundo somos todos bem diferentes, as primeiras pessoas que nos ofendem e nos magoam são familiares, amigos, e relevamos porque amamos a familia, os amigos, mas são pessoas iguais ás outras, com todos os defeitos e virtudes, mas...relevamos, porque são familia, uma espécie diferente, é sangue, dizem.

 

Quando deitamos a cabeça na almofada somos nós, ali de olhos bem abertos, sabemos o que fizemos, bem ou mal, mas sabemos quem nos fez bem nesse dia?

 

"Somos feitos apenas daqueles que amamos e de nada mais" christian Bobin

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 22:03


1 comentário

De Planeta XXI a 11.08.2012 às 16:17

Existe o reverso da moeda do que expuseste: existem aqueles que se perdoam e relevam a si mesmos com uma leveza insondável, tornando-se permissivos e complacentes consigo mesmos, de onde resulta uma constante auto desresponsabilização perante as atitudes inconsequentes e egoístas em relação a terceiros.
Além disso, infelizmente há uma grande fatia de pessoas, que não tem qualquer interesse em lidar consigo mesmos, porque de facto pode ser uma experiência extremamente dolorosa e complexa, fazendo com que não se interroguem acerca de si mesmos e da sua atitude perante a vida, vivendo a vida como se tratassem de animais irracionais, limitando-se a viver segundo os seus instintos, resultando uma atitude típica de selva, ou se come ou se é comido, fazendo com que levem tudo à frente como um autêntico trator.
Enfim, há sempre quem reme contra a corrente.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


CONSULTAS DE TAROT

O Tarot é apenas uma ferramenta que nos ajuda nas diversas áreas da nossa vida. Poderá fazer uma pergunta grátis enviando o seu primeiro e ultimo nome e a data de nascimento através do mail mafavisi@sapo.pt



links

Outros Caminhos

Previsões Tarot



comentários recentes