Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



DEJA-VU....

Sábado, 28.07.12

Já aconteceu a todos visitar um local e ter a sensação que já lá tinha estado, tudo lhe parece familiar.

Já aconteceu a todos conhecer alguém pela primeira vez e sentir que a conhecemos há anos, as conversas fluem, a maneira de pensar é a mesma, tudo se encaixa de uma forma fácil, confiamos sem saber porquê.

Normalmente esta situação é recíproca, por alguma razão que não é entendida na altura, existe uma atracção, um formigueiro, um estado de procura do desconhecido, saber porque nos encontramos num estado adolescente a razar a parvoíce. Tornamo-nos estupidamente inconvenientes, com comportamentos aparvalhados e o que incomoda mais é não conseguirmos parar, ou seja ficamos possuídos por uma entidade sobrenatural que não só se apoderou dos nossos neurónios como do nosso corpo e os comportamentos são sem sombra de dúvida...politicamente incorrectos.

Mais tarde, quando a euforia passa, descobriremos com toda a certeza que existe uma razão por termos passado por aquele estado de graça, iremos perceber que talvez seja um aviso, um sinal para descernirmos que ainda estamos vulneráveis em relação a alguma situação que não ultrapassamos e caímos no deslumbre daquele ser charmoso, com um sorriso contagiante e com uma voz que entra no nosso ouvido e que se transforma numa obra qualquer de Mozart quando chega ao cerebro.

 

O que é certo é que existem pessoas que nos fazem sentir maravilhosamente bem, mas que não estão disponiveis, naquele momento extraordinário para a loucura da transformação, então passamos a entender estas situações do deja-vu como aprendizagens quer dos outros quer de nós mesmos.

 

Os opostos se atraem,mas os semelhantes vão além da atração.

Day Anne

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por caminhosdaalma às 13:55


1 comentário

De sonho_realidade a 28.07.2012 às 15:55

Olá Fátima, é sempre bom ler os teus textos, identificamo-nos com algumas das situações que descreves, com maior ou menor intensidade, mas há sempre algo que nos toca.
Há pessoas que nos fazem falta, há pessoas que nos fazem sentir bem, há encontros que nos levam ao tal "estado de graça" de que falas, e isso é tão bom, apesar de raro.
Bom fim de semana. Beijinhos. Fica bem!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


CONSULTAS DE TAROT

O Tarot é apenas uma ferramenta que nos ajuda nas diversas áreas da nossa vida. Poderá fazer uma pergunta grátis enviando o seu primeiro e ultimo nome e a data de nascimento através do mail mafavisi@sapo.pt



links

Outros Caminhos

Previsões Tarot



comentários recentes